Uma Dúzia de Livros Janeiro: Bichos, Miguel Torga (Rita da Nova)

A Rita da Nova é autora de um dos meus blogues portugueses favoritos (aqui) sobre livros, comida, viagens, gatos, plantas etc Gosto imenso da forma como escreve e interage com os leitores do blogue e passei o ano de 2020 com vontade de me juntar ao seu clube do livro mensal – Uma Dúzia de Livros.

O conceito do clube é muito interessante – em vez de toda a gente ler e debater o mesmo livro, a Rita lança mensalmente um tema para influenciar uma escolha literária de cada pessoa, com base na sua própria experiência e preferência. O tema deste mês era “um livro que toda a gente já leu”. Adorei a ideia, juntei-me ao grupo do goodreads do desafio e usei o último fim de semana do mês para ler Bichos, do Miguel Torga.

Bichos é um livro de contos sobre animais com nomes, personalidades e histórias de gente a sério. Miguel Torga é um dos autores portugueses mais conceituados e lidos de todos os tempos, e nunca ter lido nada do autor era definitivamente uma grande falha.

O livro é composto por um prefácio genial e 14 contos muito diferentes mas igualmente deliciosos e cativantes. Os capítulos do burro, do galo e do gato foram os meus favoritos, e dei por mim angustiada durante o capítulo do touro, que me remete para a barbaridade que são as touradas. É um livro divertido e emotivo que se lê muito bem e muito rápido e uma ótima companhia para um fim de semana chuvoso de janeiro.

Ignorância desculpável, aliás. A gente entende pouco do semelhante. Cada um de nós é um enigma, que a maior parte das vezes fica por decifrar.

Bichos, Miguel Torga

Fico muito feliz por ter finalmente pegado neste livro, e estou muito agradecida à Rita pelo desafio. Em fevereiro o tema é “um livro fora da tua zona de conforto”. Ainda não decidi o que vou ler mas vou definitivamente continuar a participar!

2 comentários em “Uma Dúzia de Livros Janeiro: Bichos, Miguel Torga (Rita da Nova)”

  1. Olá Rita!

    Também adoro a coletânea de contos “Bichos” do Miguel Torga (tenho uma edição da D Quixote, de capa azul, não sei se é exatamente a mesma).

    Partilho aqui um bonito álbum tributo, da magnífica “banda” Lavoisier: https://youtu.be/LuMvD2Ntmxg
    Acho que captam bem o que sinto a ler este livro!

    Boas leituras!

    1. Muito obrigada pela partilha! É realmente um álbum espetacular. Já tenho banda sonora para quando me aventurar a ler “Os Diários” do Miguel Torga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *