O início – Nas Minhas Pantufas

Eu sempre disse que queria criar um blog – era uma resolução constante na minha lista de ano novo, ano após ano. Mas nunca o fiz, e todos os anos surgiam novas razões para justificar o porquê de não o fazer. Recentemente apercebi-me de que as minhas razões eram simplesmente desculpas. E agora, com quase 24 anos e no início da minha carreira profissional pós-mestrado, senti que já chegava de pensar que “um dia” iria criar um blogue. Decidi que hoje era o dia.

Como sempre, precipitei-me e falei antes de fazer, contei a todos os meus amigos do blogue ainda antes de haver um. E descobri (ou confirmei) que tenho a sorte de ter amigos incríveis, alguns dos quais são responsáveis pelo FCiências (e lendas da FCUP), que me sugeriram alojar o blogue aqui. O facto de terem acreditado em mim deu-me ainda mais motivação, e é provavelmente ao seu entusiasmo que devo a existência deste post.

Surgiu então a questão do nome. Depois de muitos brainstormings e de ideias terríveis, surgiu a ideia de “Nas Pantufas da Rita” (Crédito: Juliana Rocha e Henrique Fernandes), pois vários dos temas que vou tratar aqui são coisas que faço e vejo “nas minhas pantufas”. E, assim, quem visitar este blogue pode ter uma pequena visão do que é viver… “nas minhas pantufas”. Sim, é uma metáfora algo cheesy, mas eu gosto.

E pronto, assim surgiu o “Nas Pantufas da Rita”. Bem vindos! Aqui irei falar de livros, filmes, séries, restaurantes e comida no geral, viagens, poemas etc, para além de partilhar pedaços da minha própria mente através de textos de ficção ou opinião. Espero que gostem. Mas, acima de tudo, espero que eu goste.

2 comentários em “O início – Nas Minhas Pantufas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *